O nosso fim.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Não consigo pensar em você e não sorrir. Caminhamos juntos por tanto tempo e agora estamos tão longe sentimentalmente um do outro. Talvez esse tenha sido o meu erro, deixar que a distancia tomasse conta.

Sabe, o teu sorriso continua sendo o mais sincero que já e o teu cheiro ainda é o meu preferido. Mas passou, foi um linda e breve história de amor. História essa que contarei para os meus netos.

Um amor bobo, inocente e ao mesmo tempo tão maduro.
Foi com você que aprendi o valor de um amanhecer, e como é lindo uma noite estrelada.
São esses tipo de coisa que mesmo com o nosso fim, eu guardarei.
Guardo assim como a nossa velhice vai guardar as recordações de criança, cada riso, tombo e brincadeira.

Acabou não é? Não sou mais a tua pequena e você não pode mais ser a minha companhia em direção a Paris.

Porém, nunca em hipótese alguma vou deixar que o meu sorriso por ti se esgote, e as lembranças se tornem vagas.

Chegamos ao fim, mas eu te encontro em uma possível outra vida.


Comentários
1 Comentários

1 comentários:

  1. talvez não seja nessa vida ainda, mas você ainda vai ser minha vida ♧

    ResponderExcluir