Me tornei o teu amargo.

domingo, 10 de março de 2013

Foi indiferente eu sair da sua vida, mas eu continuo em você. Continuo nesse teu sorriso sem vergonha de garoto malandro.
Continuo nessa tua teimosia, e nesse teu jeito de falar da vida.
Eu estou ai, mesmo você me ignorando e me tratando com desprezo.
Você querendo ou não esses ventos que batem a sua janela irá te lembrar de mim, por mais vazio que eu me tornei pra ti.
Maldita hora que você entrou e mudou tudo aqui dentro. Agora estou aqui te convencendo a me chamar de ''minha linda'' enquanto você me dirige como uma mera colega.
Poderia te mimar todos os dias e te despertar com um beijo sempre que sua mãe permitisse, mas você não me vê.
Eu daria o mundo por você, sabe aquele bilhete bobo dos melhores lugares para ver seu jogo de futebol ? comprei todos, na esperança de me ver como uma garota melhor pra você.
Te enviei cartas e até cantei músicas para você, músicas que pra você nunca fizeram sentindo.
Te deixei livre, não demonstrava ciúmes de todas as suas amigas ''capas de revistas'' por mais doloroso que era pra mim te ver rir com elas como não ria pra mim.
Sente vergonha não é?
Vergonha que eu não paro de fazer você passar. Mas um dia, você irá ver que do  meu lado eu só queria teu amor, teu gosto amargo de não saber o que quer.
E você irá tentar passar um corretivo nessa história, mas será tarde. 
Agora desisti e nosso amor virou apenas um rascunho antigo esquecido em alguma gaveta da vida.


Comentários
0 Comentários

0 comentários:

Postar um comentário